quarta-feira, 21 de setembro de 2011

"O Manual da Bolota 2011" - A selecção das bolotas

A recolha de bolotas no campo nunca é muito selectiva. É preferível apanhar uma grande quantidade do que sermos muito selectivos e no final do dia chegarmos a casa “de mãos a abanar”.

Selecção em casa ou no laboratório
Separe a cúpula do aquénio. Para elegermos as boas sementes devemos colocá-las num recipiente com água. As boas bolotas são como os ovos… ficam no fundo. As que flutuam já não estão em condições.
Seleccione as que ficaram no fundo. Verifique-as novamente eliminando aquelas que apresentam buracos ou fungos (após este procedimento poderá passar directamente para a fase de secagem).

Para “matar o bicho”
Neste momento já tem bolotas muito boas! No entanto, ainda poderá melhorar a sua qualidade. Mesmo que não sejam observáveis buracos, algumas ainda estão infectadas com insectos que as utilizam como alimento.
A sua eliminação é muito simples e não requer qualquer tratamento químico. Coloque-as cerca de 2 horas em água a 45ºC. Lembre-se que quando as colocar nesta água morna a temperatura diminui. Reaqueça-a e inicie a contagem das 2 horas quando a água atingir novamente os 45ºC.

Secagem
Espalhe as sementes de modo a que percam o excesso de água do seu exterior. Pode limpá-las com um pano, mas evite a sua exposição ao sol. Tenha atenção que esta secagem deve ser muito ligeira. Este procedimento não deverá provocar qualquer desidratação no interior das bolotas, servindo apenas para que estas não ganhem fungos enquanto não são semeadas ou para que possam ser colocadas em pacotinhos de papel para serem distribuídas.

Sem comentários:

Publicar um comentário